quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Palavras

RECORDAÇÕES

A lembrança a me calar
tem o rosto de uma paixão.
Tem o cheiro de sorriso e
a leveza de loucuras benditas.
A saudade me fazendo lembrar
olha - me como fosse sussurrar algo de proibido,
coisas que a enrubesceriam e
fariam - me ficar em silêncio.
Este desejo distante
deixa - me insano e moleque.
Tudo pelo simples motivo dela estar viva e
poética em mim.

Um comentário:

Adalberto Araújo disse...

Caríssimo Paulo "Roberto";
Eclético e interessante o blog!
Parabéns pela iniciativa e sucesso.
Adalberto.